Seja Mudança. Assista o vídeo.

Tecnologia para Ler e Escrever

Tecnologia para ler e escrever: 10 dicas para sua aula ser show

Você já faz uso de alguma tecnologia para ler e escrever em sala de aula? As novidades e tendências que vemos na internet podem ser poderosas ferramentas didáticas para o docente se aproximar dos alunos.

A chave para que a sua aula seja um sucesso está em aumentar a interação entre a tecnologia e o seu projeto de ensino. Mesmo com pouco aparato tecnológico em sua escola, o importante é utilizar as ferramentas disponíveis de forma criativa, articulando escrita, leitura e pensamento crítico.

Por meio da troca de experiências em classe, documentadas por professores de diversas partes do Brasil, foi criado o guia de Práticas de Leitura Digital em Sala de Aula. Confira, logo abaixo, as dez dicas mais interessantes desse material!

1. Animação coletiva em vídeo

Os temas mais consumidos hoje estão no formato de vídeo, seja videoaulas, desenhos, tutoriais, etc. Dinâmicas que permitem aos alunos criarem animações, legendas, falas e roteiros são processos que os fazem lidar com a leitura e a escrita. Criar canais no YouTube e elaborar animações podem fazer parte de uma ótima atividade!

2. Leitura digital com apoio de aplicativos on-line

Os livros digitais representam uma grande oportunidade de estimular o gosto pela leitura, principalmente entre os jovens. Diversos aplicativos para smartphones e tablets ajudam qualquer pessoa a ter acesso a textos em diferentes formatos e podem ser usados e sugeridos pelo professor em sala de aula.

3. Ferramentas de pesquisa on-line

Parece intuitivo como muitas pessoas se acostumam com o funcionamento dos sites de busca, como o Google. Mas esse processo, às vezes, requer uma leitura mais atenta, principalmente quando alunos precisam procurar informações para fazer atividades. Esse desafio é uma ótima chance de integrar tecnologia e leitura em sala de aula.

4. Produção colaborativa no Google Drive

O Google Drive é um serviço de armazenamento de arquivos em nuvem que exige o vínculo do usuário a uma conta no Gmail. O Drive funciona como uma pasta compartilhada, salva na internet, que só pode ser acessada por usuários que possuem o seu URL. Por que não exigir atividades de escrita pelo Drive e, por lá, compartilhar materiais interessantes?

5. Análise e criação de propagandas

As propagandas veiculadas no meio on-line também funcionam como uma ótima ferramenta para ler e escrever. São de fácil acesso, permitem uma análise sobre como elas trabalham com a persuasão por meio das palavras e imagens e podem servir de modelo para dinâmicas em sala de aula em que os próprios alunos elaboram suas propagandas.

6. Resumos com mapas mentais

Os mapas mentais são diagramas que associam tópicos de um assunto e servem como ótimos recursos para resumos. Já existem vários sites que ajudam as pessoas a construírem seus próprios mapas mentais, o que abre a possibilidade de professores utilizarem essa ferramenta em sala de aula.

7. Leitura digital de conteúdos jornalísticos

Os portais de notícias são fontes perfeitas para trabalhar a interpretação de textos e estimular a escrita. Os conteúdos publicados em sites como o do Estadão (www.estadao.com.br) podem ser analisados em sala de aula e servir de modelo para dinâmicas em que os próprios alunos precisam elaborar suas notícias, crônicas, tirinhas e outros gêneros do universo jornalístico.

8. Acesso à informação por meio da tecnologia

As informações chegam por todos os lados no mundo extremamente conectado de hoje e possuem influência direta na maneira como os alunos leem e lidam com textos escritos. Um dos compromissos dos professores, nesse contexto, é direcionar suas turmas a consumirem informações de fontes seguras e atrativas para a juventude.

9. Ferramenta coletiva Wiki

Um Wiki é um site usado para compartilhar ideias em uma página e vinculá-la a outras. É uma ótima ferramenta para usar em sala de aula, pois a página pode ser elaborada por um grupo de pessoas e editada a qualquer momento. As finalidades são inúmeras, desde a publicação de resumos e ideias simples sobre um assunto até textos mais aprofundados. O Wiki mais conhecido é o Wikipédia.

10. Contos e memes

O meme é um gênero baseado na associação de uma imagem com um texto para transmitir uma mensagem rápida e engraçada. É um recurso que levanta questões úteis à interpretação de texto e pode ser facilmente explorado pelos professores.

O conto é um gênero da literatura que está cada vez mais na moda, principalmente os microcontos (frequentemente elaborados no Twitter, rede social que impõe um limite de caracteres por publicação). É uma grande oportunidade para o aluno conhecer as narrativas literárias e criar seus próprios textos.

Utilizar a tecnologia para ler e escrever apresenta diversos benefícios em sala de aula. Os alunos passam a contar com mecanismos do seu tempo para desenvolver habilidades de interpretação e reflexão. E os professores conseguem tornar suas aulas mais dinâmicas e interessantes.

Gostou das dicas? Se quiser continuar conhecendo mais ferramentas para otimizar suas aulas, conheça agora 3 softwares educacionais gratuitos.

COMPARTILHE ESTA HISTÓRIAShare on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Deixe seu comentário