Seja Mudança. Assista o vídeo.

Livro didático: entenda seu impacto no processo de alfabetização

O livro didático é um dos materiais mais importantes durante o processo de alfabetização. Ele pode ajudar tanto o professor a preparar e dar aula como o aluno a estudar em casa. Por isso, é muito importante fazer uma escolha que atenda os dois lados.

Com o uso do livro, fica mais fácil para o educador guiar as aulas e saber qual conteúdo trabalhar para desenvolver as competências dos estudantes. Além disso, o livro permite flexibilidade, não impedindo a utilização de outras ferramentas de ensino.

Neste texto, mostramos como os livros didáticos impactam o processo de alfabetização. Continue lendo para saber mais.

Qual é a importância do livro didático?

O livro didático é um dos materiais mais usados em sala de aula. Com ele, o aluno consegue acompanhar o que o professor ensina. E o docente, por sua vez, pode planejar as aulas, direcionando o conteúdo de forma mais clara para os estudantes.

O educador pode utilizar o livro didático para consultar os conteúdos, além das habilidades e competências de cada ciclo escolar. O livro também serve como material de apoio para a preparação das aulas, ajudando a otimizar o tempo do profissional, já que contém imagens, atividades e exercícios prontos e também para serem feitos pelos alunos.

Com o livro didático, os alunos conseguem acompanhar o que está sendo dado em sala de aula e podem estudar em casa todo o conteúdo. E o livro ainda traz exercícios que os ajudam a fixar a matéria.

Quais são as características de um livro didático?

A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) regulamenta quais são as aprendizagens essenciais a serem trabalhadas nas escolas do Brasil. Grande parte dos conteúdos necessários é abordada nos livros didáticos.

Esse tipo de material é composto por algumas características. São elas:

·        textos;

·        imagens;

·        sugestões de atividades;

·        exercícios;

·        bibliografia utilizada na preparação do conteúdo.

Antes de selecionar um livro adequado para determinada turma, é preciso que o professor e os coordenadores da escola façam reuniões para analisar as opções e escolher a melhor conforme suas necessidades. É importante lembrar que o educador não precisa utilizar somente um material. O livro principal é escolhido, mas é possível complementar o ensino com outros recursos, como livros paradidáticos, vídeos, websites.  

Como escolher um bom livro didático para o processo de alfabetização?

Para selecionar a opção adequada, é preciso ler todo o conteúdo e analisar se ele está de acordo com o projeto político-pedagógico e com o currículo da instituição.

É muito importante que o conteúdo do material didático esteja organizado e atualizado conforme as mais recentes diretrizes educacionais. Documentos como a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) apontam que a alfabetização deve ocorrer nos dois primeiros anos do Ensino Fundamental. Além disso, os textos a serem utilizados no processo precisam mostrar como a linguagem se materializa em práticas sociais, com objetivo de facilitar a comunicação.

Dessa forma, ao escolher o livro didático, o educador tem que se atentar à função social dos textos propostos no material. Os alunos devem desenvolver sua alfabetização apoiados em conteúdos reais e contextualizados, deixando de lado textos artificiais como “Ivo viu a uva”.

Uma boa dica é ouvir a opinião de outros educadores sobre livros que eles já utilizaram e qual foi a percepção. Assim, você poderá obter diferentes opiniões a respeito de um único material. 

O livro didático, apesar de ter um papel importante no aprendizado de alunos, não deve ser o único material utilizado por professores. Até mesmo para conseguir mais engajamento dos estudantes, é necessário propor atividades diferentes durante as aulas, inclusive as que envolvem tecnologia.

Agora que você já sabe como escolher um livro didático e qual é a sua importância, entre em contato conosco para conhecer os nossos serviços!

COMPARTILHE ESTA HISTÓRIAShare on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Deixe seu comentário