Seja Mudança. Assista o vídeo.

Veja como tornar o ensino de inglês mais significativo nas escolas

O ensino de inglês deixou de ser um diferencial nas escolas para virar obrigatório. A língua inglesa é o idioma da tecnologia, dos negócios, da globalização, das relações multiculturais em um mundo acelerado. A sociedade demanda que jovens profissionais já ingressem no mercado de trabalho com domínio de inglês, e as escolas se atentaram a essa necessidade há um certo tempo. Por isso, é muito comum que o idioma seja incluído na grade de aulas já no berçário, para familiarizar as crianças com os sons e a entonação da segunda língua.

Assim, podemos perceber que é possível ensinar inglês para alunos de qualquer idade, com as devidas adaptações de abordagem e conteúdo. Para prender a atenção dos estudantes durante a aula, é preciso que o educador varie seus métodos de ensino de acordo com o contexto da turma e suas características.

Neste texto, vamos ensinar o que você deve fazer para tornar o ensino de inglês mais significativo em sua escola. Confira!

Por que aprender inglês?

O inglês é conhecido por ser uma das línguas mais faladas em todo o mundo. Em ambientes de negócio, muitas propostas são feitas nesse idioma, e qualquer deslize pode prejudicar uma empresa inteira. 

Além disso, aprender uma segunda língua pode trazer certa liberdade para uma pessoa, pois ela conseguirá viajar para outros países e se comunicar tranquilamente durante sua estadia fora. Isso porque, mesmo em países onde o inglês não é a língua nativa, é comum que regiões turísticas ofereçam suporte ao viajante, no idioma.

Como tornar o ensino de inglês mais atrativo e interessante nas escolas?

Aprender uma nova língua é um processo gradual, que exige dedicação contínua dentro e fora da sala de aula. É essencial que o aluno seja exposto à língua estrangeira em diversas situações do cotidiano para que ele possa relacionar o aprendizado com a vida prática. Com uma proposta de ensino atualizada e projetos contextualizados, é possível deixar os alunos mais motivados durante as aulas e gerar um aprendizado mais significativo.

Para ajudar você a se planejar e a se organizar, listamos a seguir algumas dicas práticas!

Use a tecnologia como sua aliada

O uso da tecnologia vem aumentando progressivamente, principalmente entre os mais jovens, que já nascem conectados e encaram a internet como algo natural e indispensável. Para se adaptar à realidade deles, você pode preparar atividades educacionais divertidas usando celulares ou tablets.

Atualmente, existem diversos jogos e aplicativos confiáveis e de qualidade para o ensino de idiomas, tanto gratuitos quanto pagos. Pesquise alguns e selecione aqueles mais interessantes para a sua turma.

Faça atividades diferentes

Manter sempre o mesmo modelo de ensino pode desanimar a turma. Para trazer novidades aos seus alunos, faça atividades diferentes e inovadoras, fora da sala de aula, por exemplo. Planeje passeios e encontros na comunidade, de maneira que os alunos sejam desafiados a praticar o idioma em situações reais de interação. Dessa forma, a aprendizagem se torna mais autêntica e inovadora.

Invista em complementos visuais e sonoros

Uma maneira de conseguir a atenção dos alunos por um tempo maior é levar o que eles gostam para dentro da sala de aula. As aulas de inglês permitem incluir elementos culturais dos países falantes do idioma, como filmes, séries e músicas da cultura pop, que provavelmente irão agradar muito os alunos!

É possível associar os conteúdos vistos e escutados com gramática e interpretação de texto, por exemplo. Assim, a aula fica mais dinâmica para todos. 

Ensinar um novo idioma vai muito além de decorar frases prontas e regras de gramática; trata-se também de uma experiência de imersão em culturas estrangeiras e de reinterpretação da nossa própria cultura. Por isso, não deixe de investir nestas dicas para melhorar o aprendizado dos alunos.

Agora que você já sabe como tornar o ensino de inglês mais significativo nas escolas, leia o nosso post que fala sobre a tecnologia no aprendizado da língua!

COMPARTILHE ESTA HISTÓRIAShare on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Deixe seu comentário