Seja Mudança. Assista o vídeo.

Alunos com dificuldade de aprendizagem: saiba como deve ser a abordagem pedagógica

É natural que existam diferenças no ritmo de aprendizagem entre os alunos numa sala de aula. Cada estudante é único e desenvolve suas habilidades de maneira diferente, de acordo com seu repertório social e cultural. Porém, além desses fatores, alguns estudantes apresentam sérias dificuldades de aprendizagem, que podem comprometer seu desenvolvimento. Nesse sentido, um dos maiores desafios dos educadores é identificar as dificuldades individuais dos alunos e definir qual é a melhor abordagem pedagógica em cada caso.

O primeiro passo para ajudar um aluno nessas condições é observar seu comportamento durante as atividades na sala de aula e identificar desvios de atenção e dificuldades reincidentes. Depois disso, é muito importante que o professor pense em abordagens diferentes que possam auxiliar no ensino. 

Neste texto, explicamos como é possível ajudar o aluno que apresenta dificuldade de aprendizagem. Continue lendo para conhecer algumas estratégias que podem ser utilizadas.

Como ajudar um aluno que tem dificuldade de aprendizagem?

O professor tem um papel muito importante no aprendizado de todos os seus alunos. No entanto, aqueles que apresentam maior dificuldade precisam de mais atenção. É fundamental tomar algumas atitudes para que nenhum estudante chegue ao fim do ano letivo com lacunas de aprendizagem, que podem comprometer seu desenvolvimento futuro. 

Nem sempre é fácil identificar o problema de alguém nos primeiros dias de aula. Se você desconfiar que o aluno tem algum transtorno que necessite de diagnóstico médico, como autismo ou déficit de atenção, primeiramente deve encaminhá-lo para avaliação especializada com profissionais da área de saúde.

Caso o diagnóstico seja comprovado, é preciso que o professor siga algumas abordagens diferentes para ajudar o aluno. Vamos apresentar a seguir algumas dicas do que fazer nesse tipo de situação.

Promova a integração

É fundamental promover a integração crescente entre os alunos, a comunidade escolar e a sociedade. Um aluno que possui dificuldades pode se sentir isolado ou até mesmo sofrer bullying dos colegas, o que comprometerá o desenvolvimento de suas competências socioemocionais e seu rendimento escolar.

Melhore a prática pedagógica

Para estimular seus alunos a ficarem mais engajados nas aulas, trabalhe para melhorar a prática pedagógica. Assim, você conseguirá fazer com que eles se interessem mais pelo assunto discutido.

Ofereça grupos de apoio e reforço

Uma opção bacana para ajudar alunos que têm dificuldade de aprendizagem é montar grupos de apoio fora do horário de aula. Nesse caso, o professor, junto à escola, deve procurar uma pessoa que fique responsável por esses grupos. 

Para que essa ação tenha efeito positivo, os alunos precisam passar por avaliações periodicamente. Dessa forma, é possível evitar o surgimento de lacunas graves na aprendizagem, e fica mais fácil analisar a progressão de aprendizagem do aluno.

Converse com as famílias dos alunos

A relação entre família e escola é fundamental para que o estudante se sinta amparado, pois contribui para seu aprendizado. É importante que o professor e até mesmo o coordenador da escola conversem com os pais ou responsáveis pela criança para que eles também deem apoio a ela.

Combater a dificuldade de aprendizagem exige dedicação por parte do professor, do aluno e da família. Com essas dicas, você contribuirá para que seus estudantes superem obstáculos e obtenham ótimos resultados.

Gostou de saber quais atitudes tomar com alunos que têm dificuldade de aprendizagem? Então, siga-nos no Facebook e no Instagram para conferir outras dicas sobre educação!

COMPARTILHE ESTA HISTÓRIAShare on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Deixe seu comentário